X-Men passam a considerar o Brasil um país hostil aos mutantes em nova HQ

X-Men passam a considerar o Brasil um país hostil aos mutantes em nova HQ

Na nova fase dos X-Men escrita por Jonathan Hickman, na série House of X, o Brasil passou a integrar a lista dos países considerados hostis aos mutantes.

Tudo começou quando, liderados pelos X-Men e particularmente pelo Professor Charles Xavier, os mutantes transformaram Krakoa, a Ilha Viva, em seu novo lar, uma nação mutante. Utilizando os poderes de Krakoa, que na verdade é um gigantesco mutante, começaram a ser produzidos remédios com a capacidade de curar diversas doenças e aumentar a expectativa de vida humana.

Em House of X #5, em troca do fornecimento desses medicamentos produzidos, os governantes de Krakoa pediram em trocam seu reconhecimento pelas demais nações do mundo. Mais de 100 países aceitam o acordo e reconhecem a sabedoria da Nação Mutante de Krakoa, exceto alguns poucos fictícios e reais, que passaram a ser considerados como hostis aos mutantes.

 

 

Na revista, as motivações para a rejeição do acordo são enquadradas em três classificações: política, ideológica e por não precisarem dos medicamentos. Neste último caso se encontra Wakanda, cuja tecnologia é altamente avançada. O Brasil encontra-se entre os países que recusaram por motivação política, juntamente com a Latvéria, governada pelo Dr. Destino, a Rússia, Venezuela, Irã, Honduras e Coreia do Norte.

 

 

É possível que nas próximas edições de House of X  vejamos algum tipo de conflito entre os X-Men e aquelas agora consideradas nações adversárias, dentre elas o Brasil.

House of X#5 tem roteiro de Jonathan Hickman e arte de Pepe Larraz.

 

Comentários