The Office – livro revela o verdadeiro motivo que levou Steve Carell a deixar a série

The Office – livro revela o verdadeiro motivo que levou Steve Carell a deixar a série

The Office começou como um projeto sem muita expectativa, mas transformou-se numa das sitcoms mais influentes de todos os tempos, e muito desse sucesso se deve ao carisma e talento de seu protagonista, Steve Carell, que foi capaz de encarnar o pior chefe do mundo de uma forma tão humana que fez de seu Michael Scott um personagem ao mesmo tempo detestável e amado. Ao longo de sete temporadas Carell foi a principal força motriz em The Office, mas na sétima temporada ele deixou a série, que apesar do esforço de todos os envolvidos nunca mais foi a mesma.

Por muito tempo se imaginou que Steve Carell teria deixado The Office para se dedicar integralmente a sua carreira no cinema, mas, segundo um novo livro, a verdade é que ele não planejava deixar a série e queria ter continuidade. Em The Office: The Untold Story of the Greatest Sitcom of the 2000s, o autor Andy Greene diz que o ator se sentiu desprestigiado ao não ser procurado pela NBC para ter seu contrato renovado para mais uma temporada. (via Collider)

Tudo teria começado quando Carell deu uma entrevista a um programa de rádio em abril de 2010 e disse que a próxima temporada de The Office provavelmente seria a sua última, pois seu contrato estava acabando. Segundo o editor de som da série, Carell teria dito a ele que a declaração não foi planejada, que foi mais apenas um pensamento em voz alta, mas que depois que a noticia se espalhou nenhum produtor ou executivo da emissora o procurou para perguntar porque ele teria dito aquilo ou para dizer que queriam renovar o contrato.

“Ele não queria deixar a série”, disse Kim Ferry, hairstylist do programa. “Ele tinha dito a emissora que iria assinar para outras duas temporadas. Ele estava disposto a assinar e seu agente também. Mas, por alguma razão, eles não entraram em contato com ele. Ele planejava ficar na série.”

“Ele disse ao seu agente e este entrou em contato com eles [executivos] e disse que ele estava disposto a assinar um contrato para mais dois anos. E quando chegou o prazo em que eles deveriam fazer uma oferta, eles deixaram passar e não fizeram. Então o agente dele disse ‘Bom, eu acho que eles não querem renovar com você por alguma razão’, o que é loucura pra mim. E pra ele, eu acho.”

O período em que o contrato de Carell estava para se encerrar foi justamente o momento em que houve uma mudança de comando na NBC, com a saída de Jeff Zucker e a chegada de Bob Greenblatt. Um dos produtores de The Office, Randy Cordray, conta em entrevista para o livro que o novo chefe não gostava da série e que isso contribuiu para o modo como a não renovação de Carell foi resolvida.

“Se você não é respeitado e nem sequer recebe uma oferta de contrato ou uma conversa para um futuro contrato, então você tem que sair”, disse Cordray, sobre a decisão do ator.

“Pelo que me lembro, ele iria fazer outra temporada, mas a NBC, por alguma razão, não chegou a um acordo com ele…”, disse Allison Jones, diretora de elenco. ” Alguém não o pagou o suficiente. Isso foi absolutamente estúpido. Eu não sei mais o que dizer a respeito. Apenas estúpido.”

Adaptação da versão britânica de mesmo título, estrelada por Rick Gervais e Martin Freeman, The Office, lançada pelo canal NBC, fez mais sucesso que a original, sendo exibida de 2005 até 2013, com um total de 9 temporadas e 201 episódios. A sitcom mostra o caótico dia a dia de um escritório regional da companhia de papel Dunder Mifflin, cujo gerente, Michael Scott (Steve Carell), cruza diariamente os limites do bom senso e da total falta de noção, criando um ambiente de trabalho estressante e ao mesmo tempo hilário.

 

Comentários