The Office – temporada final teria a separação de Jim e Pam, revela novo livro

The Office – temporada final teria a separação de Jim e Pam, revela novo livro

Você pode tentar, mas dificilmente conseguirá encontrar um casal mais perfeito que Jim Halpert  (John Krasinski) e Pam Beesly (Jenna Fischer) no mundo da ficção, contudo os dois seriam separados na temporada final de The Office. A revelação está em um novo livro sobre a série The Office: The Untold Story of the Greatest Sitcom of the 2000s, de autoria Andy Greene. (via Collider)

A relação dos dois começou com uma amizade e amor platônico apesar do noivado de Pam com Roy (David Denman), mas finalmente na terceira temporada eles se tornaram um casal e ao longo dos anos seguintes acompanhamos seu casamento, o nascimento dos filhos, as complicações no casamento depois da mudança de Jim para a Filadélfia e, por fim, no planejamento original, testemunharíamos a sua separação no meio da última temporada. Eles se reconciliariam apenas no último episódio.

A ideia original do criador Greg Daniels contava com o apoio de John Krasinski.

“Minha ideia para Greg era que já tínhamos feito tudo com Jim e Pam e, agora, depois do casamento e das crianças, havia uma calmaria ali, eu acho, sobre o que poderiam querer fazer… Para mim foi ‘Será que esse relacionamento perfeito pode passar por uma separação e continuar o mesmo?’, o que, claro, não pode. E eu disse para Greg ‘seria realmente interessante ver como a separação afetaria duas pessoas que se conhecem tão bem’.”

Um dos roteiristas de The Office, Warren Lieberstein diz no livro que a ideia não foi “universalmente bem aceita” pelos outros escritores, mas Daniels tinham a palavra final, então eles começaram a planejar a separação, introduzindo um terceiro personagem na relação, Brian, da equipe de filmagem do documentário, e esta ideia já vinha sendo maturada desde a quinta temporada.

“Isso foi algo que surgiu na quinta temporada, eu acho”, disse Greg  Daniels. “Acho que Mindy [Kaling] foi a primeira ou uma das primeiras [a sugerir]. A ideia era introduzir algum triângulo amoroso com Jim quando eles eram um casal tão perfeito que você diria ‘Como ela poderia estar interessada em mais alguém?’ E se esse personagem estivesse secretamente lá o tempo todo e precedesse a relação com Jim e estivesse lá como um ombro no qual ela teria chorado por anos? Pareceu muito intrigante. Mas pensamos ‘Se quebrarmos a quarta parede na quinta temporada vai parecer que será a última temporada da série’, então mantivemos isso de fora.”

O roteirista Owen Ellickson diz que existiram discussões sobre Pam se envolver fisicamente com Brian, mas que Daniels não pretendia chegar tão longe. E como a resposta do público à situação envolvendo Brian foi muito negativa, elas tiveram que deixar de lado o plano da separação e reescreveram todas as cenas referentes a separação de Jim e Pam, o que novamente teve aprovação de Krasinski, que acabou mudando de ideia.

“Nós tivemos que puxar a corda do para-quedas porque era muito doloroso para os fãs da série”, contou Brent Forrester, roteirista. “John Krasinski disse pra mim ‘Brent, esta temporada final é para os ultra fãs da série. Eles são os únicos que continuam assistindo. Isto é por eles. Jim e Pam se separarem é muito doloroso para eles para aguentarem até a reunião final. Nós temos que juntar os dois imediatamente’. E eu disse ‘Wow, não podemos permitir que esse belo casal esteja realmente à beira do divórcio. É muito horrível para eles.”

A reversão foi feita de forma tão abrupta que eles tiveram que reeditar episódios que já tinham sido filmados e nos quais a separação de Jim e Pam tinha sido concretizada. Para a felicidade dos fãs, Jim Halpert e Pam Beesly terminaram juntos e provavelmente estão felizes até hoje.

Adaptação da versão britânica de mesmo título, estrelada por Rick Gervais e Martin Freeman, The Office, lançada pelo canal NBC, fez mais sucesso que a original, sendo exibida de 2005 até 2013, com um total de 9 temporadas e 201 episódios. A sitcom mostra o caótico dia a dia de um escritório regional da companhia de papel Dunder Mifflin, cujo gerente, Michael Scott (Steve Carell), cruza diariamente os limites do bom senso e da total falta de noção, criando um ambiente de trabalho estressante e ao mesmo tempo hilário.

 

 

Comentários