Stan Lee é acusado de assédio sexual por enfermeiras que trabalhavam com ele

Stan Lee é acusado de assédio sexual por enfermeiras que trabalhavam com ele

De acordo com o CBM e The Sun, Stan Lee, maior mito vivo dos quadrinhos e co-criador do Universo Marvel, foi acusado de repetidos casos de assédio sexual contra enfermeiras de uma empresa que teriam trabalhado em sua casa.

As funcionárias teriam feito reclamações junto a empresa, que confirma a história. As mulheres acusam Stan Lee, de 95 anos, de comportamento inapropriado, como caminhar pelado, e assédio sexual, por apalpá-las e pedir sexo oral.

De acordo com o representante de Stan Lee, as alegações seriam “falsas e desprezíveis” e o quadrinista estaria sendo vítima de uma tentativa de extorsão e chantagem. Segundo ele, as mulheres teriam pedido dinheiro, caso contrário contariam terem sido assediadas.

A antiga empresa que fornecia o serviço das enfermeiras parou de trabalhar com Stan Lee em 2016 e a atual – Vitale Nursing Inc – diz que Lee é “educado, bondoso e respeitoso.”

Nenhuma queixa criminal ou processo foi aberto.

 

 

Comentários