[SPOILER] Final de The Walking Dead tem grande salto temporal. Saiba o que acontece

[SPOILER] Final de The Walking Dead tem grande salto temporal. Saiba o que acontece

Nesta quarta (03) foi lançada a edição #193 da série em quadrinhos The Walking Dead, a última. O encerramento da HQ pegou a todos de surpresa ao ser anunciada nesta última terça (02) pelo criador Robert Kirkman, que na edição anterior garantira que a série continuaria mesmo sem seu grande protagonista, Rick Grimes, morto na edição #192.

O site Digital Spy postou alguns dos principais acontecimentos da edição final de TWD e a história começa com um salto temporal de mais de uma década. O mundo agora é um lugar diferente. Apesar da cura contra a zumbificação não ter sido encontrada, o mundo entrou em um estágio de normalidade, na qual os mortos-vivos são tratados como mercadoria e, portanto, propriedade privada.

E este é o ponto central da trama que mostra um conflito surgido entre Carl, que, casado com Sophia, adotou uma garotinha a quem batizou com o nome de Andrea, e Hershel, o filho de Glenn e Maggie, que agora é presidente. Tudo começa quando Carl mata um morto-vivo de propriedade de Hershel, que viaja pelo país utilizando os zumbis como atração em um espetáculo.

Carl é julgado em um tribunal após abater outros zumbis de Hershel e, em sua defesa, protesta contra o uso de mortos-vivos como mercadoria, apelando para a lembrança de tudo pelo que eles passaram ao longo dos anos para chegar até ali, e isto é o suficiente para convencer a juíza Michonne, que bane a propriedade privada e comercialização de zumbis.

A edição termina com Carl contando a sua filha a história de Rick Grimes e como ele ajudou a mudar e salvar o mundo.

Em um texto escrito na edição final, Kirkman explicou porque o encerramento da série ocorreu sem nenhum aviso:

“The Walking Dead sempre foi construída em cima da surpresa. Não saber o que aconteceria quando você vira a página, quem vai morrer, como eles vão morrer… isso tem sido essencial para o sucesso dessa série. Tem sido o sangue que a manteve por todos esses anos, mantendo as pessoas interessadas. E parece errado e contra a natureza da série não fazer com que seu final seja tão surpreendente quanto qualquer uma dessas grandes mortes… de Shane até Rick.”

Publicada pela Image Comics, a primeira edição de The Walking Dead foi lançada em outubro de 2003 e, ao longo destes quase 16 anos, ganhou adaptações para a TV e games, e já vendeu mais de 50 milhões de cópias em 60 países.

 

Comentários