Roteirista e produtor de Game of Thrones vai trabalhar na série de O Senhor dos Anéis

Roteirista e produtor de Game of Thrones vai trabalhar na série de O Senhor dos Anéis

Saindo de Westeros e chegando à Terra Média. Brian Cogman, que foi produtor executivo e roteirista de Game of Thrones, vai trabalhar na adaptação para a TV de O Senhor dos Anéis que está sendo produzida pela Amazon Prime. A informação é da Variety.

Segundo a publicação, Cogman participará como consultor dos showrunners JD Payne e Patrick McKay. O último episódio de Game of Thrones escrito por ele foi o segundo da temporada final, “A Knight of the Seven Kingdoms”.

Segundo Jennifer Salke, chefe da Amazon, a previsão é que a série seja lançada em 2021, e, de acordo com o TheOneRing.net, maior site especializado na obra de J. R. R. Tolkien, a primeira temporada da série de TV de O Senhor dos Anéis terá como foco o jovem Aragorn.

Quando saiu a notícia de que a Amazon adquiria os direitos da adaptação para a TV de O Senhor dos Anéis, foi esclarecido que a série iria explorar novas narrativas que precederam o início da trama de A Sociedade do Anel, primeiro volume de O Senhor dos Anéis. Também faz parte do acordo a possibilidade de um spin-off, ou seja, uma série derivada.

De acordo com uma matéria da THR, a série do Senhor dos Anéis será a mais cara da história. Incluindo os US$ 250 milhões pela compra dos direitos de adaptação para o formato, além do custo com a contratação de elenco, equipe, verba para efeitos especiais e produção, o custo total do projeto se aproximará da casa de US$ 1 bilhão. Para se ter uma ideia da enormidade desses números, cada episódio da última temporada de Game of Thrones, a mais cara da série, custará US$ 15 milhões.

Ao assinar o acordo, a Amazon se comprometeu em produzir a série dentro de um prazo de dois anos e com a produção de cinco temporadas. A série não vai ser produzida unicamente pela Amazon. Na verdade, a Tolkien Estate and Trust, responsável pelo legado do escritor, também estará envolvida na produção, assim como a New Line, selo da Warner responsável pelas trilogias O Senhor dos Anéis e o Hobbit, de Peter Jackson, por isso material dos filmes poderá ser utilizado.

Comentários