Relógio do Fim do Mundo de Watchmen marca 2 minutos 30 segundos para o Apocalipse

Relógio do Fim do Mundo de Watchmen marca 2 minutos 30 segundos para o Apocalipse

Sim, o Relógio do Fim do Mundo existe. Ao contrário do que muitos pensam, The Doomsday Clock não foi criado pela imaginação de Alan Moore em sua obra-prima Watchmen. O relógio que simbolicamente representa o quão perto a humanidade está de seu fim é real e hoje (26) ele foi adiantado em 30 segundos, passando a marcar 2 minutos e 30 segundos para a meia-noite, o mais próximo que já estivemos do apocalipse desde 1953, auge da Guerra Fria, quando os seus ponteiros marcaram 23h58m.

 

Relógio do fim do mundo Watchmen

O relógio foi criado há 70 anos, em 1947, por cientistas que participaram do Projeto Manhattan, o desenvolvimento da bomba atômica. Mantido pela Universidade de Chicago, o avanço o retrocesso de seus ponteiros são decididos por brilhantes cientistas, dentre estes 15 vencedores do Prêmio Nobel.

A justificativa para seu avanço em 30 segundos, de acordo com seus responsáveis, foi a posse de Donald Trump, que proclama que o Aquecimento Global é uma fraude criada pela China. Em seus primeiros dias no cargo, Trump desativou o site do governo sobre mudanças globais e proibiu que qualquer órgão do governo, desde o Departamento de Parques até a NASA, se manifeste a respeito do assunto. Durante sua campanha, alegam os cientistas por trás do Relógio do Fim do Mundo, Trump também defendeu a expansão do arsenal militar norte-americano.

Relógio do fim do mundo Watchmen

Na série em quadrinhos Watchmen, escrita por Alan Moore, ilustrada por Dave Gibbons e publicada pela DC em 1987, o Relógio do Fim do Mundo marcava segundos para a meia-noite, ou seja, o Juízo Final. Na obra de Moore, a corrida armamentista entre EUA e União Soviética estava à segundos simbólicos de levar o mundo a destruição.

No cinema o Relógio também foi representado na adaptação de Watchmen produzida pela Warner e dirigida por Zack Snyder (Batman v Superman) em 2009.

Relógio do fim do mundo Watchmen

Agora só nos resta torcer para que no mundo real o destino seja diferente do que ocorre nos quadrinhos e no cinema.

 

Comentários