Quarteto Fantástico – diretor queria uma atriz negra para o papel de Sue Storm

Quarteto Fantástico – diretor queria uma atriz negra para o papel de Sue Storm

O reboot do Quarteto Fantástico produzido pela Fox e lançado em 2005 ficou marcado pela sua péssima recepção junto à crítica e ao público, mas também pelos conflitos existentes entre o diretor Josh Trank e o estúdio. Uma dessas disputas se deu em relação a escalação da atriz para o papel de Sue Storm.

Falando ao site Geek of Color (via HH), Trank revelou que queria uma atriz negra para o papel da Mulher-Invisível, mas o estúdio queria uma atriz branca, ainda que seu irmão, Johnny Storm, o Tocha Humana, e seu pai, Franklin Storm, sejam interpretados por dois atores afro-americanos, Michael B. Jordan e  Reg E. Cathey.

“Aconteceram muitas discussões controversas nos bastidores”, disse Trank. “Eu estava interessado em uma Sue Storm negra e um Johnny Storm negro e um Franklin Storm negro. Mas eu também estava lidando com um estúdio em filme grande, e todos queriam manter a mente aberta sobre quais grandes estrelas teríamos. ‘Bem, talvez a Margot Robbie ou alguém assim’. Mas eu senti uma resistência muito grande em escalar uma atriz negra para esse papel.

O papel de Sue Storm acabou ficando com Kate Mara e Trank expressou arrependimento por não ter abandonado o projeto do filme.

“Quando eu olho pra trás, eu [penso que] deveria ter saído e sinto-me envergonhado a respeito disso, que eu não tenha saído, porque estes não são os princípios e os valores que eu defendo. Porque eu sou alguém que sempre fala sobre defender aquilo em que se acredita, mesmo que isso signifique arruinar minha carreira, e eu me sinto mal por não  ter agido assim. Eu sinto que falhei no que diz respeito a isso.”

Quarteto Fantástico (2015) teve uma bilheteria mundial de meros US$ 167 milhões, sendo US$ 56 milhões nos EUA, e uma bilheteria de estreia de US$ 25 milhões no país.

Comentários