Para desmentir fake news, diretor de Ultimato faz provocação sobre morte de Tony Stark

Para desmentir fake news, diretor de Ultimato faz provocação sobre morte de Tony Stark

Nesta segunda (29), Joe Russo, codiretor de Vingadores: Ultimato, o usou o perfil oficial dos Irmãos Russo no Twitter para desmentir uma fake news que tem sido atribuída a ele, e acabou também fazendo uma provocação, uma brincadeira, sobre quando gostaria que tivesse sido a morte de Tony Stark (Robert Downey Jr.)

Nos últimos dias circulou pela internet que, durante participação no programa Tonight Show, Joe Russo teria dito que decidiu matar Tony Stark quando o viu dizer, de forma arrogante, a famosa frase “gênio, bilionário, playboy e filantropo” no primeiro filme dos Vingadores, em 2012, o que, obviamente, é uma mentira.

Ao desmentir a fake news, Joe Russo brincou:

“Para deixar claro, esta frase é completamente falsa. É uma óbvia falsificação, e totalmente ridícula. Eu, na verdade, queria Tony morto em Guerra Civil…”

 

A versão digital de Vingadores: Ultimato, que agora é o filme de maior bilheteria da história do cinema, com US$ 2,793 bilhões,  está disponível a partir deste dia 30 de julho e o Blu-ray e DVD do filme começarão a ser vendidos em 13 de agosto.

 

Comentários