Pantera Negra faz história no Oscar 2019. Veja os motivos

Pantera Negra faz história no Oscar 2019. Veja os motivos

Na noite deste último domingo (24) foi realizada em Los Angeles a 91ª cerimônia de entrega dos prêmios da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas e apesar de Bohemian Rhapsody ter levado a maior quantidade de estatuetas (quatro) e Green Book surpreendentemente ter recebido o maior prêmio da noite (Melhor Filme), foi Pantera Negra, do Marvel Studios, que fez história.

O primeiro feito histórico do filme dirigido por Ryan Coogler foi sua própria indicação a categoria principal da premiação. Pantera Negra foi o primeiro filme de super-heróis indicado a Melhor Filme. Além desta, recebeu outras cinco indicações e venceu três. Ao levar os prêmios de Figurino, Design de Produção e Trilha Sonora, o longa da Marvel se tornou o filme de super-heróis a receber mais estatuetas do Oscar, superando Os Incríveis, que em 2005 ganhou Melhor Animação e Edição de Som, e  Batman: O Cavaleiro das Trevas, que em 2009 venceu nas categorias de Edição de Som e Ator Coadjuvante (Heath Ledger).

Mas não ficou apenas nisso. Ruth E. Carter e Hannah Beachler também se tornaram as primeiras afro-americanas a receber os prêmios de Figurino e Design de Produção no Oscar e as primeiras afro-americanas a ganhar estatuetas fora das categorias de atuação, o que não acontecia desde que Irene Cara ganhou em 1984 com a música “What a Feeling” do filme Flashdance.

No vídeo abaixo você pode ver a emoção de Hannah Beachler ao ver o seu nome sendo gravado na estatueta que recebeu.

 

 

Comentários