O Senhor dos Anéis – Elijah Wood critica título da série da Amazon

O Senhor dos Anéis – Elijah Wood critica título da série da Amazon

Com o status de mais cara produção da história da TV, a série derivada de O Senhor dos Anéis, da Amazon Prime Video. está sendo rodada na Nova Zelândia, nas mesmas locações onde, mais de 20 anos atrás, foi filmada a trilogia dirigida por Peter Jackson e estrelada por Elijah Wood, que, em entrevista, criticou a escolha do título da série.

“Eu acho muito bizarro que eles chamem de O Senhor dos Anéis como uma forma abreviada, porque não é o Senhor dos Anéis”, disse Wood à Empire (via Fandom). “[A série] é situada na Segunda Era da Terra Média.”

Bom, mas como a história será ambientada na Segunda Era, ela provavelmente pode vir a mostrar a forjadura dos Grandes Anéis de Poder, logo terá a participação de Sauron, que é O Senhor dos Anéis.

“A próxima série da Amazon Studios traz à tela, pela primeira vez, as lendas heroicas da fabulosa Segunda Era da história da Terra Média. Este drama épico se passa milhares de anos antes dos eventos de O Hobbit e o Senhor dos Anéis, e levará os espectadores de volta a uma era na qual grandes poderes foram forjados, reinos se ergueram em glória e caíram em ruína, heróis improváveis foram testados, a esperança pendeu pelo mais fino fio, e o maior vilão criado por Tolkien cobriu todo o mundo em trevas. Começando em uma época de relativa paz, a série segue a reunião de personagens, ambos familiares e novos, enquanto eles confrontam o há muito temido ressurgimento do mal na Terra Média. Das profundezas das Montanhas Sombrias, as majestosas florestas de Lindon, a capital dos elfos, ao impressionante reino de Numenor, até os confins do mapa, esses reinos e personagens irão esculpir legados que permanecerão muito tempo depois que eles se forem.”

Por personagens familiares devemos entender que existe a possibilidade do vermos algumas das figuras conhecidas do público através da trilogia O Senhor dos Anéis. Neste caso, seriam Elrond e Lady Galadriel, além do próprio Sauron, claro, mas agora em sua forma física.

A Segunda Era da Terra Média, que é marcada pela ascensão e queda da Ilha de Númenor, e vai até a Queda de Sauron perante a última aliança entre elfos e homens.

Antes mesmo do início das filmagens da primeira temporada, a série de O Senhor dos Anéis foi renovada para uma segunda temporada pela Amazon Prime.

O espanhol J. A. Bayona, diretor de Jurassic World: Reino Ameaçado, foi contratado para dirigir os dois primeiros episódios da série. JD Payne e Patrick McKay são os roteirista e showrunner da série e  Brian Cogman, que foi produtor executivo e roteirista de Game of Thrones, participará como consultor.

O elenco conta com Robert Aramayo (jovem Ned Stark em Game of Thrones), como um jovem herói chamado Beldor; a galesa Morfydd Clark (His Dark Materials/Dracula), como a jovem Lady Galadriel; a australiana Markella Kavenagh e os ingleses  Maxim Baldry (Years and Years) e Joseph Mawle (Game of  Thrones).

De acordo com uma matéria da THR, a série do Senhor dos Anéis será a mais cara da história. Incluindo os US$ 250 milhões pela compra dos direitos de adaptação para o formato, além do custo com a contratação de elenco, equipe, verba para efeitos especiais e produção, o custo total do projeto se aproximará da casa de US$ 1 bilhão. Para se ter uma ideia da enormidade desses números, cada episódio da última temporada de Game of Thrones, a mais cara da série, custará US$ 15 milhões.

Ao assinar o acordo, a Amazon se comprometeu em produzir a série dentro de um prazo de dois anos e com a produção de cinco temporadas. A série não vai ser produzida unicamente pela Amazon. Na verdade, a Tolkien Estate and Trust, responsável pelo legado do escritor, também estará envolvida na produção, assim como a New Line, selo da Warner responsável pelas trilogias O Senhor dos Anéis e o Hobbit, de Peter Jackson, por isso material dos filmes poderá ser utilizado.

Comentários