Ninguém da Marvel sabia sobre doença de Chadwick Boseman

Ninguém da Marvel sabia sobre doença de Chadwick Boseman

A morte de Chadwick Boseman, o intérprete do Pantera Negra, que ocorreu na última sexta (28) pegou de surpresa não apenas aos fãs do ator de 43 anos, mas também a todos aqueles que trabalhavam com ele na Marvel, incluindo o presidente do estúdio, Kevin Feige. A informação é do THR.

Segundo a publicação, Feige ficou sabendo que Boseman lutava contra um câncer de cólon há quatro anos apenas uma hora após a morte do ator. Tanto o executivo quanto outras pessoas ligadas a Chadwick na Marvel foram informadas do falecimento momentos antes do comunicado da família vir a público nas redes sociais.

De acordo com uma fonte próxima a Boseman, este também foi surpreendido com a piora de sua condição nos últimos dias, tendo em vista que, até uma semana atrás, ele acreditava que conseguiria derrotar o câncer e começar a ganhar peso novamente para encarnar o Pantera Negra mais uma vez no segundo filme do herói.

Além dos familiares, apenas um pequeno círculo muito próximo ao ator sabia de sua longa batalha contra a doença. Este grupo era formado pelo produtor Logan Cole, o agente de Boseman, Michael Greene, seu personal trainer, Addison Henderson, e Brian Helgeland, diretor do longa 42, o primeiro trabalhou que deu grande destaque a Chadwick.

Fontes dentro da Marvel declararam que, neste momento, o estúdio está focado em homenagear e honrar o legado de Chadwick, e não está pensando no futuro de Pantera Negra 2 por enquanto. Mas este assunto, é claro, precisará ser discutido em algum momento nos próximos meses. Uma eventual substituição de Chadwick, colocando outro ator no papel de T’Challa é pouco provável, pois acredita-se que geraria uma grande reação negativa. A hipótese considerada mais respeitosa e coerente é a de ter Letitia Wright, a Shuri, assumindo o manto do Pantera Negra, algo que efetivamente já ocorreu nos quadrinhos.

 

Comentários