Nicolas Cage revela ter entrado em uma jornada em busca do Santo Graal

Nicolas Cage revela ter entrado em uma jornada em busca do Santo Graal

Nicolas Cage, de 55 anos, é uma figura dentro e fora das telas, tendo realizado coisas tão bizarras e inesperadas quanto seus personagens nos filmes, e, em entrevista a  New York Times Magazine (via THR), o ator revelou ter embarcado em uma busca pelo Santo Graal, relembrando o personagem que viveu nos dois filmes da franquia A Lenda do Tesouro Perdido.

Tudo começou quando Cage comprou por US$ 276 mil o crânio de um dinossauro, que depois devolveu a Mongólia ao descobrir que o fóssil fora contrabandeado do país.

“Eu comecei a seguir mitologia e encontrar propriedades que se alinhavam com isso. Foi quase como em A Lenda do Tesouro Perdido”, disse Cage. “É como quando você cria uma biblioteca. Você lê um livro, e nele tem uma referência a outro livro, e depois você compra aquele livro, e depois você anexa as referências. Para mim tudo se resumia a ‘onde está o Graal’? Está em Glastonbury? Ele existe?”

“Se você for para Glastonbury e for a Chalice Well, há um poço cuja água tem gosto de sangue”, continuou o ator. “Eu acho que isso é porque há muito ferro na água. Mas na lenda diz que naquele lugar estava o Graal. Mas algumas pessoas falam em Rodhe Island. Isso me colocou em uma busca por diferentes lugares, a maior parte na Inglaterra, mas em alguns lugares nos Estados Unidos também. O que eu, enfim, descobri foi: o que é o Graal além da Terra em si mesma?”

 

Comentários