Neil deGrasse Tyson explica porque Godzilla não poderia existir no mundo real.

Neil deGrasse Tyson explica porque Godzilla não poderia existir no mundo real.

Um dos monstros mais famosos do cinema, ao lado de King Kong, Godzilla é o mais ícone da cultura pop japonesa, um verdadeiro orgulho nacional. “Gojira” foi criado pela Toho Film Company em 1954 e até agora foram 28 filmes produzidos no Japão, além de dois Made In USA, um em 1998, dirigido por Roland Emmerich, e outro em 2014, produzido pela Legendary, e estrelado por Bryan Cranston, Elizabeth Olsen e Aaron Taylor-Johnson, dirigido por Gareth Edwards.

Em breve, o novo Godzilla da Legendary ganhará uma sequência e, em 2020, veremos o crossover com King Kong.

Godzilla, portanto, é um sucesso, mas seria possível existir uma criatura como ele?

Neil deGrasse Tyson, astrofísico e apresentador da série Cosmos, assegura que não. No podcast Star Talk Radio, o cientista mais pop do mundo explicou o motivo.

“Não pode existir um réptil do tamanho do Empire State porque ele não se sustentaria. Eu não sei se eles explicam isso fora da Física 101, então quanto maior você for, maior o seu volume… seu peso cresce conforme o seu volume. Mas a força dos seus membros cresce de acordo com a área transversal, então isso é uma questão de área versus volume. Godzilla colapsaria sobre seu próprio peso, se transformando em uma poça de tripas. É por isto que animais pesados tem pernas mais grossas.Você não pode aumentar o tamanho de um inseto e deixá-lo grande assim [esticando os braços].”

Veja o vídeo.

Fonte: ScreenRant

Comentários