Morte de Tony Stark não teve falas a pedido de Robert Downey Jr.

Morte de Tony Stark não teve falas a pedido de Robert Downey Jr.

Um dos momentos mais marcantes do MCU e também do cinema nos últimos tempos, a morte de Tony Stark não contou com uma breve fala de despedida do personagem que acabara de se sacrificar para salvar não apenas aqueles que amava, e a Terra, mas também o universo. E o motivo para isso foi um pedido de seu interprete, Robert Downey Jr., que naquele momento despedia-se do personagem que encarnou por dez anos e que mudou sua vida.

A revelação do pedido de Downey Jr. foi feita pelos roteiristas de Ultimato, Christopher Markus e Stephen McFeely durante a SDCC (via CB).

“É por isso que tudo é uma dança e porque o cinema é a forma de arte mais colaborativa que existe. Muitas vezes nós estamos na sala com os diretores e produtores e estamos todos tentando pensar juntos em soluções. Mas esses atores também tem passado um monte de tempo com esses personagens”, disse McFeely. “Então Chris e eu escrevemos todo tipo de adoráveis últimas palavras para Tony Stark. [Mas] Robert não estava satisfeito em dizê-las. Robert queria que, quando um cara que tem falado tanto por tantos filmes, não falasse nada, as pessoas ficassem arrasadas. Então ele disse ‘Olha, eu quero falar menos’, e ele estava certo.”

E as últimas palavras de Tony Stark foram “Ei, pep…” para sua mulher, Pepper Potts (Gwyneth Paltrow).

A versão digital de Vingadores: Ultimato, que agora é o filme de maior bilheteria da história do cinema, com US$ 2,793 bilhões,   estará disponível a partir do dia 30 de julho e o Blu-ray e DVD do filme começarão a ser vendidos em 13 de agosto.

 

Comentários