Marvel Studios tem os direitos de mais de 7,000 personagens, diz CEO da Disney

Marvel Studios tem os direitos de mais de 7,000 personagens, diz CEO da Disney

A Vanity Fair traz em sua última edição, divulgada nesta segunda (27), uma matéria especial sobre o MCU (Marvel Cinematic Universe), a mais poderosa franquia do cinema na atualidade, ao lado de Star Wars. E o que as duas têm em comum? Ambas são propriedade da Disney.

A matéria tem entrevistas com os atros dos filmes da Marvel Studios, com seu presidente, Kevin Feige, e também com Bob Iger, o CEO da Disney. Em 2018, o MCU estará comemorando 10 anos, e em 2019, com o lançamento de Vingadores 4, o estúdio alcançará a marca de 22 filmes, mas os planos não param por aí e ainda são muito audaciosos em relação ao futuro.

Falando à Vanity Fair, Iger revelou que a Marvel Studios tem direitos sobre mais de 7000 personagens da Marvel Comics. Embora grandes nomes da editora, como Quarteto Fantástico e X-Men, e personagens do Homem-Aranha, ainda tenham seus direitos cinematográficos ligados a Fox e Sony, respectivamente, a Marvel possui ainda vários mundos e personagens inexplorados.

“Estamos procurando mundos que sejam completamente separados – geograficamente ou com relação a tempo – dos mundos que já visitamos”, disse Iger.

Uma das certezas em relação ao futuro Pós-Vingadores 4 é que ele estará mais ligado ao universo cósmico da Marvel, e James Gunn, diretor de Guardiões da Galáxia Vol. 1 e 2, foi alçado a categoria de responsável pelo desenvolvimento dessa nova parte do MCU. Além do espaço, a Marvel Studios também poderá explorar mais a mitologia, não apenas com o núcleo nórdico, mas também com os até então ainda inéditos deuses gregos. O terror também pode ser outra área a ser explorada no futuro, a partir de personagens como Blade e toda a mitologia em torno das clássicas HQs A Tumba de Drácula. Assim como o mundo submarino de Namor. Interessante notar que, além de geograficamente inéditos, Bob Iger, mencionou também “com relação ao tempo“.

E se ocorrer de a Disney efetivamente comprar a divisão de cinema da Fox, adquirindo assim os direitos de Quarteto Fantástico e X-Men de volta para a Marvel, nem o espaço será o limite.

 

Comentários