James Cameron diz que Aquaman é um filme que ele nunca poderia fazer

James Cameron diz que Aquaman é um filme que ele nunca poderia fazer

James Cameron tem um longo histórico envolvendo o oceano. No final dos anos 80 ele dirigiu O Segredo do Abismo (1989), uma ficção científica passada no fundo do oceano, e nos anos 90 comandou o megassucesso Titanic (1997), o que o levou a pesquisar e produzir documentário sobre expedições subaquáticas, e agora está no meio da produção da sequência de Avatar (2009), que mostrará os oceanos de Pandora. Em entrevista ao Yahoo (via CB), Cameron elogiou Aquaman, mas disse que não seria capaz de dirigir um filme tão desconectado da realidade física.

“Eu acho que é muito divertido. Eu acho que é um filme que nunca poderia ter feito”, disse Cameron. “Realmente, eu nunca poderia ter feito esse filme porque requer esse meio que essa desconexão onírica com qualquer tipo de física ou realidade. Ele se passa em algum lugar entre o cenário da mitologia grega e um cenário de conto de fadas e as pessoas se deslocam embaixo da água porque se impulsionam mentalmente, eu acho. Mas é legal, você compra [a ideia] dentro desse contexto.

Cameron, então, argumentou que todo o tempo que passou embaixo d’água o impede de se desconectar da realidade como ocorre Aquaman e ainda tece uma outra crítica ao filme.

“Eu passei milhares de horas embaixo d’água e sou muito literal em relação ao mundo subaquático. Precisa parecer real e, apesar de curtir esse filme [Aquaman], ele não tem impacto em mim porque não parece real. Aliás, na verdade, ele não nos ajuda com nossos problemas de entendimento do oceano e exploração e preservação do oceano, apesar de abordar algumas coisas com baleias e a lembrança de que meio que usamos o oceano como toalete e depósito de lixo, então eu aplaudo o filme por isso.”

 

 

Comentários