Geoff Johns explica que deixou a Marvel pela DC por amor

Geoff Johns explica que deixou a Marvel pela DC por amor

Geoff Johns, hoje chefe criativo da DC no cinema, trabalhou como roteirista de quadrinhos na Marvel por um curto período de tempo no início dos anos 2000 antes de assinar um contrato de exclusividade com a DC. Ele esteve na revista The Avengers dos números #57 até #76. Durante um painel na SDCC 2017, ao lado de Dan DiDio, vice-presidente senior da DC, Geoff Johns foi perguntado sobre qual teria sido o momento exato em que se sentiu um escritor.

Johns então aproveitou a chance para falar sobre sua saída da Marvel, sua ligação emocional com a DC e a participação de DiDio na sua decisão.

“Provavelmente no dia em que eu assinei o contrato de exclusividade com a DC”, disse Johns. “‘Oh, eu acho que minha profissão é escritor.’ Que foi uma jornada também, porque… obivamente eu amo a Dv. Eu gosto da Marvel, mas eu amo a DC… eu amo Hulk. Se pudesse eu compraria o Hulk da Marvel. Eu gostaria. Isso seria realmente incrível. Eu faria um filme do Hulk. Hulk vs Superman ou algo assim.. Thor: Ragnarok parece ser realmente foda.”

Eu estava trabalhando para Richard Donner [diretor de Superman, o filme], como assistente, e escrevia para a DC, e a Marvel me ofereceu Vingadores. Eu escrevi pra Marvel por mais ou menos um ano e meio… e não foi uma ótima experiência porque eu precisava remanejar o tempo. Eu amo Tom Brevoort, que foi meu editor, mas eu não amei a experiência porque foi diferente do que a DC é pra mim, pessoalmente. É diferente pra todo mundo… mas naquela época não era pra mim.

No dia em que eu assumi Vingadores, e eles [Marvel] anunciaram, a DC me ligou e disse ‘Hey, você quer assinar um contrato de exclusividade?’ E eu disse ‘acabei de ser anunciado em Vingadores, eu não posso assinar uma exclusividade.’ Mas depois de um ano… eu amei trabalhar com Dan [DiDio] e todo mundo na DC, e meu coração é da DC, apenas isso. Então no dia em que eu assinei o contrato com a DC… isso me deu segurança de que pelos próximos anos eu estaria em tempo integral com a DC. E foi quando eu realmente senti que minha profissão era ser escritor.

Novamente eu dou o crédito a você, Dan. Porque eu não teria assinado com a DC se você não estivesse lá. Foi por você que eu quis assinar com a DC. Eu poderia ter continuado na Marvel, se você não tivesse vindo para a DC. Eu provavelmente teria continuado freelance.”

Além de roteirista exclusivo para a DC, tendo trabalho em títulos como Flash, Lanterna Verde, Novos Titãs, Superman, Johns também tornou-se diretor de criação da DC, e hoje acumula o cargo de presidente da DC Entertainment, e ainda continua escrevendo, tendo assinado o roteiro do filme da Mulher-Maravilha. Atualmente trabalha no roteiro da série dos Novos Titãs.

Fonte: ComicBook

Comentários