Filho de Jack Kirby condena uso do Capitão América por invasores do Capitólio

Filho de Jack Kirby condena uso do Capitão América por invasores do Capitólio

Através de um comunicado, Neal Kirby, filho da lenda dos quadrinhos, Jack Kirby, cocriador do Capitão América e de grande parte dos heróis do universo Marvel, condenou com veemência o uso dos símbolos do personagem por apoiadores do presidente Donald Trump que, no dia 06 de janeiro, invadiram o congresso dos EUA, o Capitólio. (via THR)

“Capitão América tem sido um símbolo e protetor de nossa democracia e do estado de direito pelos últimos 79 anos”, disse Kirby. “Ele foi criado por dois judeus de Nova York que odiavam nazistas e odiavam bullies. Capitão América defende os oprimidos e, como conta a história, antes mesmo de ganhar sua força através dos cientistas do exército, ele sempre defendeu o que era certo, e nunca desistiu.”

“Enquanto assistia as cenas da invasão do Capitólio em 6 de janeiro, eu pensei ter notado alguém com uma camiseta Trump/Captain America. Eu fiquei horrorizado e mortificado. Eu acredito que até vi de relance alguém com o estudo do Capitão América. Uma rápida pesquisa no Google mostrou Trump como Capitão América em camisetas, posters, até mesmo em uma bandeira”, continuou Neal Kirby.

 

 

“Essas imagens são nojentas e vergonhosas. Capitão América é a absoluta antítese de Donald Trump. Enquanto o Capitão América é altruista, Trump é egoísta. Enquanto o Capitão América luta pelo nosso país e democracia, Trump luta pelo seu poder pessoa e autocracia. Enquanto o Capitão América defende o homem comum, Trump defende os poderosos e privilegiados. Enquanto o Capitão América é corajoso, Trump é um covarde. Capitão América e Trump não poderiam ser mais diferentes.”

O Capitão América foi criado por Joe Simon e Jack Kirby e fez sua estreia em Captain America Comics #1, de março de 1941. A revista é famosa principalmente por ter em sua capa o herói socando Adolf Hitler.

No cinema, Chris Evans interpretou Steve Rogers em Capitão América: o Primeiro Vingador (2011), Vingadores (2012), Capitão América: Soldado Invernal (2013), Vingadores: Era de Ultron (2015), Capitão América: Guerra Civil (2016), Vingadores: Guerra Infinita (2018), Vingadores: Ultimato (2019) e também fez pequenas participações especiais em Thor: O Mundo Sombrio (2013) e Homem-Aranha: De Volta ao Lar (2017).

Comentários