Death Note – Donald Trump tenta comprar o caderno em nova edição do cultuado mangá

Death Note – Donald Trump tenta comprar o caderno em nova edição do cultuado mangá

Nesta segunda (03) foi lançada uma edição especial do cultuado mangá Death Note. A one-shot, de 87 páginas, foi escrita e ilustrada pelos autores originais, Tsugumi Ohba e Takeshi Obata, e se passa anos após os eventos da obra original. Mas o que realmente chama a atenção na nova trama é a participação do presidente dos EUA, Donald Trump, que tenta comprar o Death Note para si. (via CB)

ALERTA DE SPOILERS

Na one-shot, o Shinigami Ryuk oferece o Death Note ao jovem Minoru Tanaka, que ao invés de utilizar o caderno da mesma maneira de Light, que juntamente com L se tornou uma figura histórica, pretende lucrar muito dinheiro, colocando o mortífero objeto em um leilão.

Eis que o presidente dos EUA, que não tem seu nome mencionado, mas cuja figura não deixa dúvida quanto a identidade, decide comprar o Death Note.

 

 

O Death Note passa a ser disputado por líderes de Estado e Trump faz uma oferta de US$ 500 bilhões pela posse do caderno.

 

 

 

Os interessados podem descobrir o que acontece lendo o mangá em inglês, que está no site Manga Plus.

 

Comentários