Dave Bautista se manifesta sobre a demissão de James Gunn de Guardiões da Galáxia Vol. 3

Dave Bautista se manifesta sobre a demissão de James Gunn de Guardiões da Galáxia Vol. 3

Em um movimento que surpreendeu a todos que estavam alheios a polêmica que envolveu o diretor de Guardiões da Galáxia nas últimas 48 horas, a Disney demitiu James Gunn após surgirem inúmeros tweets publicados por ele, entre 2008 e 2001, que supostamente faziam piadas, extremamente ofensivas, sobre pedofilia e estupro. Saiba mais clicando aqui.

“As atitudes e pronunciamentos ofensivos descobertos no feed de James Gunn são indefensáveis e incompatíveis com os valores de nosso estúdio, por isso nós cortamos nos relações de negócios com ele”, disse Alan Horn, presidente do Walt Disney Studios em um comunicado.

Antes de deletar sua conta no Twitter, Gunn escreveu ontem, em resposta, que estava arrependido das coisas que disse no passado, mesmo estas tendo sido, segundo ele, apenas piadas, e que o James Gunn daquela época não é mais o mesmo de hoje, que, de acordo com suas palavras, teria crescido.

Até agora, Dave Bautista, que interpreta Drax, o Destruidor, foi o único integrante do elenco de Guardiões da Galáxia que se manifestou publicamente sobre o caso. Na madrugada de sexta para o sábado, ele postou no Twitter.

 

“Eu terei mais a dizer, mas, por agora, tudo que direi é isto: James Gunn é ums das mais amáveis, cuidadosas, bem-humoradas pessoas que eu já conheci. Ele é gentil e generoso e se importa profundamente com as pessoas e animais. Ele cometeu erros. Todos nós cometemos. Eu NÃO estou OK com isto que está acontecendo com ele.”

Cerca de um mês atrás, Gunn concluiu o roteiro de Guardiões da Galáxia Vol. 3, que iria dirigir no início do próximo ano. Não foi dito nada ainda se o roteiro dele será ainda utilizado ou se contratarão alguém para reescrever. Além da direção do filme dos Guardiões, ele também fora alçado ao posto de responsável pelo desenvolvimento dos projetos cósmicos do Marvel Studios.

 

Comentários