Conan vai encontrar universo regular da Marvel em 20 capas variantes de HQs da editora

Conan vai encontrar universo regular da Marvel em 20 capas variantes de HQs da editora

Como forma de celebrar o retorno de Conan à editora, a Marvel decidiu fazer o cimério estrelar 20 capas variantes de revistas de outros heróis entre o final de 2018 e o início de 2019. (via CBR)

Em dezembro, os títulos são:

  • AMAZING SPIDER-MAN #11 by GIUSEPPE CAMUNCOLI
  • AMAZING SPIDER-MAN #12 by MARK BAGLEY
  • AVENGERS #11 by CARLOS PACHECO
  • BLACK PANTHER #7 by RICHARD ISANOVE
  • CAPTAIN AMERICA #6 by BUTCH GUICE
  • DEADPOOL #7 by MARC LAMING
  • FANTASTIC FOUR #5 by GERALD PAREL
  • IMMORTAL HULK #10 by INHYUK LEE
  • THOR #8 by PATCH ZIRCHER
  • UNCANNY X-MEN #6 by J. SCOTT CAMPBELL

Em janeiro, os títulos são:

  • AMAZING SPIDER-MAN #14 by GREG LAND
  • AVENGERS #13 by MIKE MCKONE
  • CAPTAIN AMERICA #7 by DAVE JOHNSON
  • IMMORTAL HULK #12 by TBD
  • SPIDER-GWEN: GHOST SPIDER #4 by GORAN PARLOV
  • THOR #9 by GREG SMALLWOOD
  • TONY STARK: IRON MAN #8 by VALERIO SCHITI
  • UNCANNY X-MEN #8 by DALE KEOWN
  • VENOM #10 by HUMBERTO RAMOS
  • X-FORCE #2 by JEROME OPENA

 

 

 

 

 

 

 

 

Conan, o Bárbaro, foi criado pelo escritor texano Robert E. Howard nos anos 30 e suas histórias eram publicados nos chamados livros pulp. Nos anos 70, Roy Thomas convenceu a Marvel a comprar os direitos do personagem e assim teve início a fase mais popular e consagradora do cimério na antológica Espada Selvagem de Conan. Durante as décadas em que foi um personagem da Marvel, o gigante de bronze participou de crossovers com outros heróis da Casa das Ideias, como Thor e Capitão América. Sempre por meio de artifícios mágicos que colocavam o cimério ou o vingador viajando no tempo.

Pode-se dizer que A Espada Selvagem de Conan foi a primeira publicação, das duas grandes editoras (Marvel e DC) para um público adulto, com arte em preto e branco, explorando a violência e sensualidade, sempre ilustrada por alguns dos maiores nomes dos quadrinhos em todos os tempos, como John Buscema, Barry Windsor-Smith e Gil Kane.

Comentários