Borat 2 – Sacha Baron Cohen relata momento em que correu risco de morte

Borat 2 – Sacha Baron Cohen relata momento em que correu risco de morte

Quase 15 anos após o lançamento de Borat – O Segundo Melhor Repórter do Glorioso País Cazaquistão Viaja à América, o britânico Sacha Baron Cohen retorna ao papel que o tornou famoso mundialmente para mais uma vez lançar um olhar satírico e crítico ao modo de vida estadunidense, e desta vez ele correu um risco real à sua integridade física.

Em um artigo escrito para o Time (via Screen Rant), Baron Cohen relatou um episódio em que viveu um risco real de morte durante as filmagens de Borat: Fita de Cinema Seguinte, longa que estreará no Prime Video em 23 de outubro. Ainda que estivesse vestindo um colete à prova de balas, sua avaliação é que isto não era proteção suficiente para a reação violenta que causou em um público pró-armamento.

“Enquanto filmava meu mais recente filme de Borat, eu apareci como um cantor de direita em um comício de defesa das armas nos estado de Washington”, escreveu o ator. “Quando os organizadores finalmente invadiram o palco, eu corri para um veículo de fuga que estava próximo. Uma multidão enfurecida bloqueou nosso caminho e eu começou a bater no veículo com seus punhos. Sob meu macacão eu estava usando um colete à prova de balas, mas eu senti que não era o suficiente, pois algumas pessoas estavam carregando armas semiautomáticas. Quando alguém abriu a porta para me arrancar, eu usei todo o peso do meu corpo para puxar a porta de volta até que nosso veículo pudesse sair dali.”

 

 

Borat: Fita de Cinema Seguinte foi inteiramente filmado durante a pandemia do novo coronavírus. Baron Cohen usou uma equipe mínima, trabalhando disfarçado. A data de lançamento faz parte da estratégia de Baron Cohen para o filme, pois será antes da eleição presidencial estadunidense, que vai ocorrer em 03 de novembro e terá o republicano Donald Trump concorrendo a reeleição contra o democrata Joe Biden.

Borat: O Segundo Melhor Repórter do Glorioso País Cazaquistão Viaja à América estreou em 2006 e foi um inesperado sucesso de público e critica, arrecadando US$ 260 milhões mundialmente.

Comentários