Borat 2 – cena deletada mostra momento de tensão e perigo vivido por Sacha Baron Cohen

Borat 2 – cena deletada mostra momento de tensão e perigo vivido por Sacha Baron Cohen

Borat: Fita de Cinema Seguinte, novo filme do personagem interpretado por Sacha Baron Cohen, foi rodado inteiramente em segredo durante parte deste ano já em meio a pandemia, e uma das sequências mais emblemáticas do longa mostra Cohen, travestido como um redneck, participando de uma manifestação negacionista do coronavírus e da ciência. Com o pseudônimo de Steven Country, Cohen cantou uma música satírica sobre a pandemia e foi aplaudido pela plateia que não entendia que o ator estava tirando sarro deles, mas tudo mudou quando sua identidade foi descoberta.

Em seu perfil no instagram, Cohen postou uma cena deletada do filme que mostrou o momento em que ele é descoberto e passa a ser perseguido por parte do público presente.

 

Durante sua participação no programa de Stephen Colbert nesta última segunda, Baron Cohen explicou o que aconteceu.

“O problema é que alguns grupos de milícia que estavam nesse comício antagonizavam manifestantes do movimento Black Lives Matter. E como vingança os manifestantes do Black Lives Matter foram confrontá-los. Eu não sabia de nada disso”, disse Cohen (via Cinema Blend). “E eles, Black Live Matter, mandaram alguns desses membros, disfarçados, ao comício. Então eu estava disfarçado, cantando e um deles disse ‘Oh meu Deus, é o Sacha Baron Cohen!’. Ele começou a rir e contou pra outro. Então os organizadores e muitas pessoas do público ficaram zangados. Eles tentaram invadir o palco. Felizmente eu tinha escondido uma equipe de segurança, então demorou um pouco para eles invadirem o palco.”

Ainda que estivesse vestindo um colete à prova de balas, sua avaliação é que isto não era proteção suficiente para a reação violenta que causou em um público pró-armamento.

“Enquanto filmava meu mais recente filme de Borat, eu apareci como um cantor de direita em um comício de defesa das armas nos estado de Washington”, escreveu o ator em artigo escrito para o Time (via Screen Rant), “Quando os organizadores finalmente invadiram o palco, eu corri para um veículo de fuga que estava próximo. Uma multidão enfurecida bloqueou nosso caminho e eu começou a bater no veículo com seus punhos. Sob meu macacão eu estava usando um colete à prova de balas, mas eu senti que não era o suficiente, pois algumas pessoas estavam carregando armas semiautomáticas. Quando alguém abriu a porta para me arrancar, eu usei todo o peso do meu corpo para puxar a porta de volta até que nosso veículo pudesse sair dali.”

Borat: Fita de Cinema Seguinte foi inteiramente filmado durante a pandemia do novo coronavírus. Baron Cohen usou uma equipe mínima, trabalhando disfarçado. A data de lançamento foi parte da estratégia de Baron Cohen para o filme, pois ocorreu antes da eleição presidencial estadunidense, que será realziada em 03 de novembro e terá o republicano Donald Trump concorrendo a reeleição contra o democrata Joe Biden.

Borat: O Segundo Melhor Repórter do Glorioso País Cazaquistão Viaja à América estreou em 2006 e foi um inesperado sucesso de público e critica, arrecadando US$ 260 milhões mundialmente.

Comentários