Ben Affleck e Ana de Armas estão namorando.

Ben Affleck e Ana de Armas estão namorando.

Ben Affleck e Ana de Armas estão namorando e não fazem a menor questão de manter o relacionamento longe das câmeras dos paparazzi. O ator de 47 anos e a atriz cubana de 31 estão sendo constantemente fotografados juntos desde a semana passada.

Os dois estavam em Cuba para as filmagens de Deep Water, filme com direção de Adrian Lyne (Atração Fatal), mas agora foram fotografados na Costa Rica. Na trama do filme eles vivem um casal cujo relacionamento aberto acaba se transformando em uma história de crime.

Ana de Armas é uma das grandes sensações de Hollywood na atualidade, estrelando em grandes produções. Depois de ser o grande destaque de Entre Facas e Segredos, de Rian Johnson, ela se transformou em uma Bond Girl para 007: Sem Tempo Para Morrer, cujo lançamento foi adiado para novembro. Em breve será vista como Marilyn Monroe na cinebiografia Blonde.

Já Affleck, além de Deep Water também está no elenco de O Último Duelo, filme dirigido por Ridley Scott e que tem no elenco Matt Damon, Adam Driver e Jodie Comer. Em seu mais recente filme, The Way Back, ele interpreta  um “técnico de um time basquete de um colégio de ensino médio cuja carreira como atleta foi interrompida em razão de seu vício, que também levou ao fim de seu casamento. Mas ele ganha uma nova oportunidade quando aceita treinar um time de basquete colegial.

A história de The Way Back é quase um espelho da própria trajetória pessoal de Affleck, que admitiu recentemente em entrevistas ao The New York Times e ao Good Morning America (via THR) que a pior coisa que alcoolismo provocou em sua vida foi o divórcio com Jennifer Garner.

“Eu nunca pensei que seria divorciado. Eu não queria o divórcio. Eu não queria ser uma pessoa divorciada. Eu realmente não queria estar em uma família separada com meus filhos. Isso me aborrece porque não foi o que eu pensei que seria, e isso é muito doloroso e desapontador.”

“Divórcio é muito doloroso e o alcoolismo é muito doloroso”, continuo. “Quando o seu filho está sofrendo, este é um nível de dor que não é fácil ser esquecido. Não é facilmente perdoado, e é difícil. Você não vai evitar causar dor nos seus filhos… toda dor. Dor é parte da vida. Eu tiro algum conforto disso. Eu estou dando o meu melhor. Eu tenho que ser o homem que eu quero ser nesse momento. Eu não tenho mais espaço para falhar desse jeito.”

 

 

Comentários