Akira – Taika Waititi pretende escalar jovens atores asiáticos, se dirigir o filme

Akira – Taika Waititi pretende escalar jovens atores asiáticos, se dirigir o filme

A Warner está determinada a levar para os cinemas a adaptação do cultuada mangá e anime Akira, e desta vez o estúdio está negociando com Taika Waititi, diretor de Thor: Ragnarok. Conhecido e admirado por comédias como “What We Do in the Shadows” e “Hunt For The Wildpeople” o diretor neozelandês tem um estilo único e o terceiro filme do Deus do Trovão é a sua primeira experiência dirigindo um blockbuster.

Levando em conta o histórico recente das adaptações de animes e mangás por grandes estúdios de Hollywood, uma das maiores preocupações dos fãs é a fidelidade a caracterização étnica dos personagens. Em entrevista a IGN (via ComicBook), Taika Waititi tratou de assegurar que, caso seja efetivado como diretor de Akira, vai escalar atores asiáticos.

“Na verdade, com adolescentes asiáticos seria o melhor modo de fazê-lo e, provavelmente, sem grandes nomes. Quer dizer, nomes desconhecidos, talentos inexplorados. Eu, provavelmente, vou querer deixar mais próximo dos mangás.”

Criado por Katsuhiro Otomo, Akira foi um mangá revolucionário, que, em seis volumes, abraça o estilo ciberpunk para contar a história de dois amigos membros de uma gangue de motoqueiros, Kaneda e Tetsuo, que em um futuro distópico após a Terceira Guerra Mundial, se veem de lados opostos em um conflito envolvendo experimentos governamentais e superpoderes. A história é repleta de discussões sociais e filosófica, e a sua adaptação em forma de anime, lançado em 1988, tornou-se cult, sendo um dos animes mais importantes de todos os tempos.

 

Comentários