Robocop Returns – Neil Blomkamp, de Distrito 9, vai dirigir uma sequência do primeiro filme

Robocop Returns – Neil Blomkamp, de Distrito 9, vai dirigir uma sequência do primeiro filme

De acordo com o Deadline, a MGM contratou o sul-africano Neil Blomkamp (Distrito 9) para dirigir o novo filme de Robocop, cujo roteiro foi escrito Michael Miner e Ed Neuminer, o roteirista do primeiro filme, de 1987, que teve direção de Paul Verhoeven. Justin Rodhes, que coescreveu o  novo Exterminador do Futuro, que está sendo dirigido por Tim Miller, reescreveu o roteiro. O título do filme será Robocop Returns.

Em janeiro, em entrevista a Zeitgeist Entertainment Magazine (via Screen Rant), Ed Neumeier revelou que estava trabalhando no roteiro de uma sequência direta do primeiro filme para a MGM, e que esta nova produção vai desconsiderar todas as outras sequências, não apenas o reboot dirigido pelo brasileiro José Padilha em 2014.

“Tem existido um monte de outros filmes de Robocop e houve recentemente um remake e eu diria que este [novo] será um retorno ao velho Robocop que nós amamos e que ele começará lá e seguirá em frente. Então é realmente uma continuação do primeiro filme. Em minha mente. Então terá será algo mais da velha guarda.”

Robocop foi escrito por Ed Neumeier e Michael Milner e apresenta um futuro distópico de inspiração cyberpunk na qual as grandes corporações controlam o mundo, inclusive comprando cidades. Com a finalidade de criar uma nova força policial, a OCP constrói um ciborgue a partir dos restos mortais do policial Alex Murphy (Peter Weller).  Um grande sucesso, o filme teve duas sequências.

Robocop 2 foi lançado em 1990 e já não contava mais com o comando de Paul Verhoeven. O segundo filme foi dirigido por Irvin Kirshner (O Império Contra-Ataca) e o roteiro também não foi escrito por Neumeier e Milner. Wallon Green e o quadrinista Frank Miller foram responsáveis pela história. O filme fez um sucesso mediano, mas longe do impacto do primeiro.

Robocop 3, lançado em 1993, com direção de Frank Dekker e roteiro de Frank Miller foi um retumbante fracasso de público e crítica que sepultou a franquia.

 

Comentários