O Senhor dos Anéis – executiva da Amazon revela previsão de data de lançamento da série

O Senhor dos Anéis – executiva da Amazon revela previsão de data de lançamento da série

Em entrevista a THR, Jennifer Salke, nova chefe da Amazon falou sobre o andamento da produção da série de O Senhor dos Anéis, que será a mais cara produção da história da TV. Perguntada a respeito da possível data de estreia, Salke revelou que a Amazon trabalha com uma previsão para daqui a 3 anos, mas que é possível que seja adiantada.

“Ela estará em produção em dois anos; [no ar] em 2021, é o que esperamos. Mas há outros pessoas que desejam que seja em 2020.”

Sobre o envolvimento de Peter Jackson, que dirigiu as trilogias O Senhor dos Anéis e O Hobbit, Salke disse que eles estão em conversações amigáveis, mas não deu qualquer outra informação. Ainda não foi escolhido também um showrunner para comandar o projeto, mas, novamente, segundo ela, conversações estão sendo feitas.

De acordo com o TheOneRing.net, maior site especializado na obra de J. R. R. Tolkien, a primeira temporada da série de TV de O Senhor dos Anéis, que será produzida pela Amazon, vai ter como foco o jovem Aragorn.

Quando saiu a notícia de que a Amazon adquiria os direitos da adaptação para a TV de O Senhor dos Anéis, foi esclarecido que a série iria explorar novas narrativas que precederam o início da trama de A Sociedade do Anel, primeiro volume de O Senhor dos Anéis. Também faz parte do acordo a possibilidade de um spin-off, ou seja, uma série derivada.

Como já foi dito aqui mesmo na Heróis da TV (veja aqui), uma das histórias que poderiam ser adaptadas seria a juventude de Aragorn, interpretado no cinema por Viggo Mortensen. Herdeiro do trono de Gondor, descendente direto de Isildur, ele cresceu no reino de Valfenda, sendo criado por Lord Elrond, que escondeu dele a sua verdadeira origem, que foi revelada pouco antes de Aragorn conhecer Arwen, vivida por Liv Tyler nos filmes, e os dois se apaixonarem. Impossibilitado de casar-se com ela, Aragorn deixou Valfenda e por muitos anos viveu aventuras por toda a Terra-Média, cavalgando ao lados Rohhirim e também servindo a Gondor, onde foi tomado como um herói sem que seu real nome fosse conhecido. Regressando a seu povo no norte, os Dunedain, Aragorn tornou-se um Guardião e passou a ser conhecido pelo nome de Passolargo.

De acordo com uma matéria da THR, a série do Senhor dos Anéis será a mais cara da história. Incluindo os US$ 250 milhões pela compra dos direitos de adaptação para o formato, além do custo com a contratação de elenco, equipe, verba para efeitos especiais e produção, o custo total do projeto se aproximará da casa de US$ 1 bilhão. Para se ter uma ideia da enormidade desses números, cada episódio da última temporada de Game of Thrones, a mais cara da série, custará US$ 15 milhões.

Ao assinar o acordo, a Amazon se comprometeu em produzir a série dentro de um prazo de dois anos e com a produção de cinco temporadas. A série não vai ser produzida unicamente pela Amazon. Na verdade, a Tolkien Estate and Trust, responsável pelo legado do escritor, também estará envolvida na produção, assim como a New Line, selo da Warner responsável pelas trilogias O Senhor dos Anéis e o Hobbit, de Peter Jackson, por isso material dos filmes poderá ser utilizado.

Semana passada, o próprio TheOneRing.net publicou que existe a possibilidade de Peter Jackson, que dirigiu as trilogias O Senhor dos Anéis e O Hobbit, dirigir a série da Amazon.

 

Comentários