Cade, órgão regulador brasileiro, aprova compra da Fox pela Disney, mas com uma condição

Cade, órgão regulador brasileiro, aprova compra da Fox pela Disney, mas com uma condição

O Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) anunciou nesta quarta (27) a sua aprovação da compra da Fox pela Disney, mas estabelecendo como condição a venda dos canais Fox Sports no Brasil. A informação é do G1.

Em seu voto, o conselheiro Paulo Burnir declarou que “Em caso de fracasso da venda do ativo, há a possibilidade do Cade reexaminar o ato de concentração”. A venda dos canais Fox Sports será em regime de porteira fechada, ou seja, a Disney deve repassar para o futuro comprador prédios, equipamentos e os contratos das transmissões esportivas, como Libertadores da América e Copa Sul-Americana. A Disney já é proprietária dos canais ESPN e, pela decisão do Cade, estes não poderão disputar a compra dos contratos atualmente em posse da Fox Sports por um determinado período.

Os conselheiros dizem que a decisão teve como objetivo criar um duopólio de canais esportivos no Brasil, com o mercado dividido apenas entre SportTV do grupo Globosat e ESPN/Fox Sports.

A aprovação no Brasil faz com que a conclusão da fusão entre Disney e Fox se aproxime de um desfecho nas próximas semanas. Especialistas acreditam que tudo possa estar concluído em meados de março.

Em julho de 2018, os acionistas das duas companhias aprovaram a compra dos ativos da Fox pela Disney pelo valor de US$ 71,3 bilhões.

 

Comentários